Na correria típica dos grandes centros é comum empresários marcarem encontros profissionais em locais públicos como shopping centers, restaurantes, padarias e cafés. Mas será que estas são as melhores alternativas? A experiência de três empreendedores mineiros, exposta em matéria do portal UOL, mostra que não.

Estes locais, por mais boa vontade que haja de seus proprietários, não são preparados exclusivamente para estas reuniões. Não há privacidade – e conversas paralelas atrapalham a concentração -, falta espaço para os notebooks e tomadas para recarregar aparelhos, entre outros problemas que atrapalham o cotidiano de quem tenta fechar negócios. Por isto, estes três empresários resolveram abrir um coworking, com espaços privados, em Belo Horizonte, para não depender mais de lugares que não possuem como a principal finalidade receber reuniões comerciais.

Para encontros de trabalho, o ideal é ter uma estrutura corporativa completa: uma sala de reuniões privativa com mesas e cadeiras adequadas, quadro branco para fazer anotações e apresentações, tomadas para recarregar celulares e computadores, ar condicionado, internet rápida e, é claro, com um café quentinho servido na hora. É em um ambiente com estas características que o empresário vai passar credibilidade ao cliente ou fornecedor.

Diante destas descrições, na hora de comparar, não há como preferir um café a uma sala de reuniões para encontros de negócios. No Maia Coworking, em Guarulhos, além da privacidade e estrutura necessárias para tais encontros, o empreendedor pode utilizar um imóvel muito bem localizado, ao lado do Bosque Maia, que preza pelo bem-estar dos seus usuários e pelo networking entre empresários dos mais diversos setores econômicos da região.

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Powered by